Quem eram os eunucos?

spot_img

Mais lidas

Jesus fala de pelo menos 3 tipos de eunucos. Veja quais eram essas condições e alguns exemplos de eunuco.

De acordo com o Dicionário da Bíblia de Almeida, eunuco era um homem castrado que servia de guarda das mulheres do seu dono (Et 2:3). Eram também chamados de eunucos alguns altos funcionários de confiança dos reis, quer esses funcionários fossem castrados ou não (At 8:27).

Os eunucos eram oficiais no palácio que trabalhavam em várias atividades como o “copeiro-chefe” e o “padeiro-chefe” (Gn 40:2), “camareiros” (2Rs 23:11) ou “guardador de cama”, “comandante das tropas de guerra” (2Rs 25:19; Jr 52:25); “guarda das concubinas do rei” (Et 2:14); “guardas da porta” (Et 2:21; 6:2); “cozinheiro-chefe” (Dn 1:11)

Definição dos termos nos originais

No caso dos “eunucos” não castrados, a tradução geralmente usa o termo “oficial”. Potifar (Gn 37:36), por exemplo, tinha sua esposa, mas era chamado de “eunuco”, uma vez que no original hebraico está “סְרִ֣יס, seriys”, que significa “castrar” usado para oficial, eunuco, camareiro. (Dicionário Strong).

No Novo Testamento aparece o termo grego “ευνουχος, eunouchos” que significa:

1 superintendente do dormitório, camareiro, mordomo;

  1. no palácio de monarcas orientais que sustentam numerosas esposas o superintendente das dependências das mulheres ou do harém; ofício ocupado pelos eunucos
  2. homem emasculado, eunuco, os eunucos nas cortes orientais ocupavam-se também de outros ofícios maiores como o eunuco etíope mencionado em Atos 8:27-39;
  3. alguém naturalmente incapacitado 1c1 para o casamento; para gerar filhos
  4. alguém que voluntariamente abstém-se do casamento. (Dicionário Strong).

A fala de Jesus sobre os eunucos

Após o Senhor Jesus Cristo ensinar acerca do casamento e a severidade do divórcio, “os discípulos de Jesus disseram: — Se essa é a situação do homem em relação à sua mulher, não convém casar.” (Mt 19.10)

“Jesus, porém, lhes respondeu: — Nem todos são aptos para aceitar este ensinamento, mas apenas aqueles a quem isso é dado. Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que se fizeram eunucos, por causa do Reino dos Céus. Quem é apto para aceitar isto, que aceite.” (Mt 19.11,12)

Jesus fala de pelo menos 3 tipos de eunucos:

– Eunucos de nascença – são pessoas que nasceram com algum defeito físico que os impede de manter relações sexuais.

– Eunucos que foram feitos assim pelos homens – esses foram castrados; geralmente os que tomavam conta de mulheres.

– Aqueles que se fizeram eunucos por causa do Reino dos Céus – os que mantém a virgindade e/ou celibato para dedicar-se exclusivamente às questões relacionadas ao Reino de Deus mantendo-se castos pelo resto da vida (ver 1Coríntios 7.1,7,26,27,32,38).

A castração dos dois primeiros tipos de eunucos é física. Já aqueles que se tornam eunucos por opção são fisicamente capazes, mas preferiram a continência para se consagrar inteiramente à causa do reino dos céus. Ao pôr o celibato acima do casamento e a virgindade ou a continência acima da vida conjugal, “Iéshoua” [i.e. Yeshua; Jesus] se situa na linha direta dos ensinamentos dos essênios. (CHOURAQUI, 1996, p. 244)

Alguns acreditam que “os que não se macularam com mulheres, porque são virgens” (Ap 14:4) se trate de eunucos literais. Contudo, a maioria dos intérpretes entendem que essa expressão seja simbólica e espiritual.

Ebede-Meleque – O Etíope

Um oficial chamado Ebede-Meleque, o etíope, eunuco, quando estava na casa do rei Zedequias, intercedeu por Jeremias. E, com a ajuda de outros trinta homens, resgatou o profeta quando este foi jogado numa cisterna (Jr 38:6-13). Depois disso, a palavra do Senhor veio a Ebede-Meleque por meio do profeta Jeremias e o eunuco etíope foi livrado das mãos dos invasores que vieram da Babilônia para tomar Jerusalém. Ele foi livre porque confiou no Senhor (Jr 39.11-18)!

Outro eunuco Etíope

Muito tempo depois, um outro eunuco, da Etiópia que também era temente a Deus teve uma experiência maravilhosa com o Senhor!

Um anjo do Senhor disse para que o evangelista Filipe fosse para um deserto ao sul de Israel afim de encontrar um etíope, eunuco, alto oficial de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todo o seu tesouro. Esse homem estava descendo de Jerusalém, pois tinha subido para adorar. Enquanto retornava lia uma passagem de Isaías (Atos 8.26-40).

Os dois eunucos e uma mensagem

Não sabemos se Ebede-Meleque, o eunuco do rei Zedequias, voltou para a Etiópia. Mas de alguma forma a palavra de Deus alcançou aquele país e cerca de 600 anos depois, outro eunuco etíope, oficial da rainha Candace estava em Jerusalém para adorar o Deus verdadeiro!

Os profetas Isaías (Is 11:11) e Sofonias (Sf 3:9-10) profetizaram que havia uma parte do povo de Deus ali que seria resgatado pelo Messias!

O rei Davi em seu Salmo 68, verso 31 declara: “Príncipes vêm do Egito; a Etiópia corre a estender mãos cheias para Deus.”

Certamente esses dois, fazem parte daqueles que Jesus disse: “que se fizeram eunucos, por causa do Reino dos Céus” (Mt 19:12).

Felipe Morais é servo temente ao Senhor e atua como pastor na Igreja Batista do Reino, Bacharel em Teologia, escritor.

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -