Igreja e casas são destruídas em Mianmar

spot_img

Mais lidas

Segundo a Organização de Direitos Humanos Chin este foi o 29º ataque incendiário na cidade

Em um recente ataque da Junta Militar na cidade de Thantalang, no estado de maioria cristã de Mianmar, a Igreja Batista Memorial Johnson e dez casas de civis foram destruídas.

De acordo com a Organização de Direitos Humanos Chin, este foi o 29º ataque incendiário na cidade, causando ao todo, a destruição de nove prédios religiosos.

Segundo as informações, desde setembro de 2021, ao menos 300 casas foram atacadas na cidade e mais de 10 mil moradores precisaram se deslocar às pressas para fugir dos tiros e bombardeios indiscriminados disparados pelos militares.

Em 27 de novembro de 2021, a junta incendiou por completo, as instalações da Igreja Católica de São Nicolau.

A UCA News noticiou no início do mês passado, mais um ataque à aldeia católica histórica de Chan Thar, situada no centro do país, no dia 7 de maio. Na ocasião, cerca de 20 casas foram queimadas durante a incursão militar e milhares de pessoas fugiram para áreas seguras nas proximidades. A aldeia já havia sido atacada pelos militares outras duas vezes, em menos de um ano.

O último ataque incendiário na região, acontece na sequência de um grande incêndio, também provocado pela junta, em que 320 casas foram queimadas, em uma vila católica histórica no coração budista de Bamar, em Sagaing.

Apesar de grupos humanitários e países regionais e internacionais fazerem repetidos apelos pelo fim da violência, a junta ignora todos os pedidos.

O exército nacionalista budista direciona os ataques e atos de perseguição à áreas étnicas povoadas pelas minorias religiosas .

Por International Christian Concern (ICC)

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -