Franklin Graham lamenta o ‘fracasso moral’ da Disney: “Foram longe demais”

spot_img

Mais lidas

O pastor elogiou a decisão do governador da Flórida, Ron DeSantis, que retirou a autoridade de autogoverno da Walt Disney Company.

O pastor Franklin Graham, presidente da Samaritan’s Purse, disse que “a Disney foi longe demais” em seu apoio à agenda LGBTQ nas escolas, provocando a retirada de sua autonomia pela Flórida.

“Os ativistas LGBTQ estão usando as empresas para forçar sua agenda ao público, e as empresas podem começar a reavaliar o que estão permitindo que aconteça. A Disney foi longe demais. O povo da Flórida se revoltou, e isso vai custar muito caro à Disney”, comentou o pastor em um post publicado no sábado (23) no Facebook.

Graham observou que “a Disney tinha um status fiscal especial” na Flórida, mas ter se manifestado “contra os pais”, teve esse status revogado.

“O que aconteceu na Disney é um fracasso moral. Walt Disney tinha uma visão de entretenimento familiar saudável. Ele estava comprometido com a família. A moral da liderança corporativa da Disney hoje está na sarjeta, e eles querem redefinir a família contra o projeto original de Deus e ostentar o pecado”, criticou Graham.

O pastor elogiou a decisão do governador da Flórida, Ron DeSantis, que sancionou na última sexta-feira (22) um projeto de lei que retira a autoridade de autogoverno da Walt Disney Company em seus parques de Orlando.

Na prática, a Disney não irá mais operar a área dos parques temáticos como sua própria cidade e terá que pagar mais impostos ao governo.

Por Guiame

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -