Muçulmanos proíbem classe de alfabetização em Bangladesh

spot_img

Mais lidas

Adultos serão expulsos do vilarejo se frequentarem aulas e aprenderem a ler

O Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor foi comemorado no último sábado (23). Existem milhões de pessoas no mundo que ainda não sabem ler. Em Bangladesh, a Portas Abertas atua com um projeto que capacita homens e mulheres a ler e a escrever e que causa impacto significativo na vida dos alunos.

Em uma das classes, 15 pessoas se reúnem durante a noite para aprender o bengali. Apesar de cansados do dia de trabalho, eles demonstram prazer e entusiasmo durante as aulas. Em março de 2022, um grupo chefiado por líderes islâmicos decidiram impedir os vizinhos de frequentar o curso.

Diariamente, os alunos são abordados, o que afeta a frequência nas aulas e tira a paz de todos. Os aldeões visitaram a casa de cinco alunos e os ameaçaram para não comparecer mais à classe de alfabetização, pois aprender a ler e a escrever não seria bom para eles e poderia levá-los para o “caminho errado”.

Até agora, cinco alunos pararam de frequentar as aulas e têm a vida monitorada pelos vizinhos. Um professor visitou alguns estudantes e soube que os líderes religiosos os pressionaram para não falar mais com a equipe de alfabetização.

Por Portas Abertas

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -