Voz de Autoridade

spot_img

Mais lidas

O pai precisa ter voz de comando ao lidar com os filhos e seu modo de falar deve ser forme e objetivo, a fim de demonstrar sua autoridade. Quando se fala em voz de autoridade, a primeira ideia que se tem é de algo imposto de modo duro e severo, muitas vezes até cruel. Mas, na realidade, saber usar adequadamente a voz de comando significa apenas inspirar respeito e segurança.

Embora a voz de autoridade deva ser forte, isso não significa que ela deve ser em tom alto, como se o pai estivesse gritando; ela precisa impor respeito, mas nunca causar medo; necessita ser clara, sem ser agressiva; deve sempre impor uma condição, mas dando ao mesmo tempo subsídios para que ela seja cumprida; precisa ser firme, porém carregada de muito amor.

Um filho deve reconhecer no pai a figura de chefe de família. Isso lhe dará, futuramente, segurança e certeza ao tomar qualquer decisão ao longo de sua vida. É uma das funções básicas do pai assumir claramente sua autoridade, impondo regras e colocando limites fazendo com que sejam cumpridos, cobrando-os com firmeza.

Quando o pai não assume esse papel, os filhos ficam perdidos e apresentam diversos desvios de comportamento. Muitas vezes, por causa da ausência do pai, a mãe toma a frente da casa, o que agrava mais os problemas dos filhos, pois eles veem de modo distorcido a imagem dos pais e suas funções na família.

Muitos casos de desrespeito à autoridade do pai são resolvidos com o desenvolvimento de sua voz de autoridade. Quando ele usa a firmeza para dizer algo aos filhos, isso em geral dispensa outro tipo de intervenção. Assim para que os filhos respeitem a colocação de regras e limites na casa, é muito importante que o pai esteja à frente dessa tarefa. Dessa forma, evitam-se os problemas de abuso de liberdade por parte das crianças. A mãe não deve tentar assumir toda a autoridade na casa, a não ser em casos excepcionais, mas ainda assim sendo deve estar devidamente orientada. Quando o pai não assume a autoridade no lar, o melhor caminho ainda e é tentar resolver a situação com o diálogo entre o casal.

Desenvolver voz de comando é fundamental para que o pai se faça respeitar pelos filhos. É uma questão de postura relativa à sua autoridade na casa. Os pais tem autoridade natural sobre os filhos, autoridade essa que acompanha o amor que sentem por eles. Mas precisam aprender a exercê-la de modo consciente e construtivo. Exercer a autoridade não tem nada a ver com imposições sem sentido nem com tentativas de fazer-se respeitar pela força. Quando você exerce a autoridade com seus filhos, faz isso por amor a eles, acima de qualquer outra razão.

A criança precisa de alguém que cuide dela. Essa é a primeira função dos pais. Por isso, eu sempre digo que amor e limites precisam andar juntos. Com esse ato de se entregar amorosamente a cuidar dos filhos, os pais levam a ideia de limites que a criança precisa aprender. Se não for assim, a criança simplesmente perceberá o seu autoritarismo e não vai dar a mínima importância ao pedido dos pais. É isso que os pais precisam entender para poder educar direito suas crianças.

Os pais precisam entender que possuem autoridade sobre os filhos, mas também precisam ter cuidado ao exercer essa autoridade, pois ela tem de ser exercida de modo correto e sem medo. Pense numa autoridade, alguém que você reconheça como tal. Aquela pessoa que você respeita muito. Repare que ela não se impõe pela força e geralmente tem uma atitude de servir quem está abaixo dela, sempre buscando ver quais são as necessidades dos outros a fim de supri-las, preocupando-se com o próximo. A primeira coisa que os pais fazem quando uma criança nasce é servi-la: trocar as fraldas, dar de mamar, dar banho… O ser humano recém-nascido é o animal mais dependente que existe no mundo. Depende dos pais para tudo!

Então, essa atitude de serviço dos pais tem a ver com o próprio estabelecimento de sua autoridade. É assim que os filhos a reconhecem, de modo natural e tranquilo. Cuidar dos filhos com amor também é ensinar a eles que a sua autoridade precisa ser respeitada para o próprio bem deles. Dessa forma, seus filhos não se rebelarão nem ficarão ressentidos.

Amor e limites com equilíbrio e autoridade: fundamental para uma educação bem sucedida.

Por Cris Poli é Argentina radicada no Brasil, tem 66 anos e dedicou 40 deles à educação infantil.

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -