Mulheres na Índia lidam com perseguição por aceitarem a Jesus Cristo

spot_img

Mais lidas

Gangues na Índia são treinadas para identificar e perseguir mulheres que aceitaram Jesus.

Segundo uma organização parceira da canadense The Voice of the Martyrs, mulheres dentro dos grupos tribais na Índia estão aceitando Jesus como seu Salvador.

Segundo MNN Online, como consequência, no estado de Jharkhand, elas estão sendo tão discriminadas e escondidas dentro de suas próprias famílias.

Um grupo nacionalista hindu chamado BJP governa a Índia e sua ala ultra-religiosa, a RSS. Quando essas autoridades souberam das dezenas de mulheres tribais se convertendo ao cristianismo, e criaram um plano para caçar as mesmas.

Como observado aqui, gangues de mulheres hindus têm como alvo crentes em estados como Jharkhand. Cerca de 3.000 mulheres, treinadas pelo RSS, estão entrando nessas aldeias e questionando, como um mapeamento.

“Famílias dos grupos Hindutva não estão se apresentando e revelando que essas mulheres estão seguindo Jesus, então esses grupos estão agora indo para as áreas tribais e monitorando e identificando”, revela a organização.

Uma vez identificados, as gangues implementam táticas de intimidação como a tentativa de criar uma psicose do medo. Eles os reúnem e ostracizam essas mulheres, gerando uma corrente de medo que têm atingido crianças.

Ao invés de negar a Cristo, as mulheres preferem escolher uma fuga extrema, pensando muitas vezes em cometer suicídio. Organizações e grupos vêm tentando oferecer soluções para os problemas enfrentados.

Por Gospel Prime

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -