Partido no poder de Bangladesh renega promessa à minorias religiosas

spot_img

Mais lidas

Antes de sua eleição em 2018, a Liga Awami prometeu promulgar a `Lei de Proteção às Minorias´

Nesta última terça-feira (22), durante uma coletiva de imprensa, o Conselho de Unidade Hindu-Budista-Cristã de Bangladesh (BHBCUC), acusou o atual partido no poder em Bangladesh, a Liga Awami, de não cumprir sua promessa de proteger as minorias religiosas no país.

Em 2018, antes da eleição (que inclusive, reúne relatos generalizados de fraude eleitoral), a Liga Awami prometeu promulgar a “Lei de Proteção às Minorias”, afim de corrigir a falta de disposições especiais para a proteção e promoção de cristãos, entre outras religiões minoritárias.

A falha na execução da promessa às minorias também foi comentada por um dos presidentes do fórum inter-religioso. “Mais de 3.600 ataques a minorias religiosas ocorreram entre 2013 e 2021. Esses ataques incluíram o vandalismo e incêndio criminoso de 559 casas e pelo menos 1.678 templos, ídolos e locais de culto. As promessas que eles fizeram foram nossas exigências. Enquanto não atenderem às nossas demandas, continuaremos nosso movimento nas ruas com a comunidade minoritária e a sociedade civil”, disse ele ao UCA News.

A International Christian Concern (ICC), que monitora e defende os direitos dos cristãos mundialmente, relata que assim como os hindus e budistas, os cristãos também sofrem perseguição pela maioria muçulmana.

O Conselho de Unidade Hindu-Budista-Cristã de Bangladesh (BHBCUC) afirmou que as minorias religiosas no país, têm suas casas, negócios, santuários e templos regularmente atacados. Casos de conversões forçadas, rapto e estupro de mulheres, ameaças e apreensão de propriedades já são considerados comuns, para aqueles que se recusam a deixar sua fé.

Os cristãos em Bangladesh são representados por menos de 2% da população, e são tratados como insignificantes. O país ocupa atualmente, a 29ª posição na classificação de países mais hostís ao cristianismo, a Lista Mundial da Perseguição, feita pela Portas Abertas.

Por International Christian Concern (ICC)

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -