Pastor chinês reconhece o aumento da perseguição e conta como a igreja permanece firme

spot_img

Mais lidas

Segundo a Portas Abertas, a China é o 17º país na Lista de Classificação a Perseguição Religiosa 2022

O pastor *Song lidera uma igreja na China que participou do treinamento de preparação para a perseguição. Por ser considerado influente na região, ele era alvo das autoridades locais. A igreja liderada por ele tinha vários locais de encontro espalhados pela localidade, porém, todos foram desativados e a igreja decidiu mudar para reuniões online.

Em todos os encontros presenciais, os cristãos precisavam dobrar a atenção para evitar qualquer potencial detecção das autoridades. Uma vez ele foram multados, ao serem descobertos enquanto se reuniam em uma fábrica.

Durante o treinamento de preparação para perseguição, o pastor Song assistiu a vídeos de perseguição em países e ouviu sobre as histórias de outros cristãos hostilizados por causa do evangelho. Após o curso, ele sentiu que os seus horizontes foram ampliados.

Apesar de a perseguição aos cristãos voltar a alcançar um ponto alto na China, as igrejas de cristãos ex-budistas no país estão crescendo muito em fundamentos bíblicos, discipulado e capacidade de se unir ao enfrentar a perseguição. Muitos líderes e cristãos estão impactados com a intensidade da pressão, principalmente os mais jovens.

  • Nome alterado por motivo de segurança.

Por Portas Abertas

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -