Sequestro de cristãos cresce 124% no mundo

spot_img

Mais lidas

Conheça alguns países onde esse tipo de perseguição é comum

A Portas Abertas publicou recentemente a Lista Mundial da Perseguição 2022, e com base nos dados da pesquisa, foi identificado o crescimento no número de casos de sequestro de cristãos em todo o mundo. O aumento atingiu 124%, passando de 1.710 casos para 3.828.

O sequestro tem sido uma das maneiras de punição mais frequentes aos cristãos na Nigéria, onde aconteceram 66% deles, com 2.510 de casos, e no Paquistão com 26%, cerca de 1 mil casos.

O pastor nigeriano Dauda Bature sofreu um sequestro no momento em que trabalhava em sua fazenda, em novembro de 2021, no estado de Kaduna, na Nigéria. Dez dias após, sua esposa também foi sequestrada e liberada em seguida, afim de conseguir dinheiro para o resgate do pastor. Porém, mesmo após realizar o pagamento, o secretário da igreja e familiares receberam a informação de que o pastor havia sido morto.

O medo de vivenciar o sequestro também assola os missionários cristãos no Mali, país do Oeste Africano. A Portas Abertas relata que “há dez anos, igrejas foram queimadas e os cristãos forçados a fugir quando grupos extremistas islâmicos assumiram o controle da região norte do território”.

No Egito, o sequestro de cristãos também é comum, e os religiosos são, geralmente, tratados como cidadãos de segunda classe. O sequestro é uma forma de assegurar um resgate, além de gerar medo entre a comunidade cristã local.

Por Portas Abertas

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -