Vamos orar pelo Afeganistão?

spot_img

Mais lidas

Depois de ocupar a 2ª posição na Lista Mundial da Perseguição (LMP) por quatro anos consecutivos, o Afeganistão ocupa o 1º lugar pela primeira vez. O país se tornou a nação onde os cristãos são mais perseguidos.

Todos os anos, o departamento de pesquisa da Portas Abertas atualiza a LMP. A Lista é resultado da coleta de dados e informações de forma sistemática sobre a perseguição aos cristãos no mundo. De 2002 a 2021 a Coreia do Norte ocupou o 1º lugar no ranking, e agora, com influência do Talibã, o Afeganistão superou o país comunista.

Acompanhar as notícias sobre o Afeganistão, muitas vezes, nos desperta um sentimento de impotência. A situação no país é delicada, e a Portas Abertas já acompanhava de perto a situação dos cristãos no Afeganistão.

Desde que o Talibã assumiu o poder, a igreja secreta no Afeganistão foi ainda mais afetada. Antes da tomada do poder, os cristãos já viviam de forma vulnerável e era praticamente impossível expressar a fé. Devido ao medo da perseguição e até morte, eles precisavam manter segredo da família e de amigos. O Talibã prometeu uma abordagem mais moderna e reformada para o governo, mas não é o que tem acontecido. Agora, os cristãos secretos no país são especialmente mais vulneráveis e temem a imposição da sharia (conjunto de leis islâmicas).

Com a tomada do poder pelo Talibã, o grupo extremista deixou claro que as leis e os hábitos islâmicos ultraconservadores estão implementados e serão mantidos. Cristãos ex-muçulmanos não têm nenhuma opção a não ser obedecê-los.

Deixar o islamismo é considerado vergonhoso, e os cristãos ex-muçulmanos enfrentam terríveis consequências se a nova fé for descoberta. Eles têm que fugir do país ou serão mortos. Essa era a verdade antes da tomada do Talibã e a situação se tornou ainda mais perigosa para os cristãos este ano.

Portas Abertas convida você a participar da campanha de oração pelo Afeganistão.

Por Portas Abertas

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -