Família Koh necessita de apoio na Malásia

spot_img

Mais lidas

A campanha de cartões para fortalecer a família vai até 12 de janeiro

O pastor Raymond Koh, tinha 62 anos, quando foi sequestrado, em fevereiro de 2017, na Malásia. “Ele estava atrasado para uma consulta, partiu apressado e nunca mais voltou”, lamenta a esposa do líder cristão, Susanna Koh.

Segundo testemunhas, sequestradores mascarados chegaram em uma van e o levaram embora naquela manhã. A família Koh deixou de ter notícias sobre o líder desde o dia 13 de fevereiro de 2017. Em abril de 2019, a Comissão de Direitos Humanos da Malásia (Suhakam) concluiu que ele havia sido vítima de desaparecimento forçado pela Seção Especial do Departamento de Polícia da Malásia.

Apesar de enfrentar ameaças para deixar o caso do marido de lado, Susanna Koh entrou com um processo contra a polícia e o governo do país. Quase cinco anos se passaram e a família continua sem respostas. Os filhos do casal, Elizabeth, Esther e Jonathan, também acompanham essa longa jornada de luta e busca por respostas.

Em julho de 2019, foi lançado um livro intitulado “Onde está o pastor Koh?”. Um dos coautores da obra, Lee Hwa Beng, é amigo da família há mais de 25 anos e afirma que o livro foi escrito para lembrar o pastor. “Nós sinceramente esperamos que ele reapareça um dia, mas se não, o mundo não pode esquecê-lo” diz Beng.

A Portas Abertas incentiva a todos a apoiarem a família Koh por meio de mensagens de encorajamento. Envie um cartão agora mesmo e ajude a fortalecer a fé da esposa e os filhos do pastor Raymond Koh. A campanha para envio de cartões encerra no dia 12 de janeiro.

Por Portas Abertas

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -