Tipos de consciência na Bíblia – Parte 2

Pr. Sérgio Loureiro
Pr. Sérgio Loureiro
Sou o Pastor Sérgio Loureiro, Casado com Neusimar Loureiro, Pai de Lucas e Daniela Loureiro. Graduando em Administração e Graduando em Teologia. Congrego na Assembleia de Deus em Bela Vista - SG
spot_img

Mais lidas

  1. CONSCIÊNCIA CONTAMINADA (ou CORROMPIDA). A consciência contaminada (ou corrompida) é tida como uma consciência que foi influenciada pelos erros das outras pessoas. A desculpa de quem tem uma consciência contaminada é o seguinte: “Se fulano faz isso, e nada lhe acontece, também posso fazer que nada de mal vai me acontecer”. Paulo afirma que:

“Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes, o seu entendimento e consciência estão contaminados” (Tito 1.15).

As características da pessoa impura são evidentes, podem se parecer com as ovelhas, professam conhecer a Deus, mas o seu entendimento e a sua consciência estão contaminados. São pessoas que abraçam uma graça barata e não aquela que Paulo ensina, a qual implica dizer não à impiedade e às paixões mundanas. No Antigo Testamento, ter a consciência corrompida é o mesmo que ter o coração corrompido.

  • CONSCIÊNCIA MÁ. A consciência má é uma consciência influenciada pelo próprio mal. A palavra “má” é advinda de “mal”, que no grego é “porneros” e refere-se ao mal que causa dor, tristeza, remorso, sentimento de culpa. Portanto uma consciência má é uma consciência impura que incita a praticar coisas ruins, o escritor sagrado diz:

“cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé; tendo o coração purificado da má consciência e o corpo lavado com água limpa” (Hb 10.22).

O Maligno já inculcou o erro na mente de tais pessoas, e elas aceitam a mentira como verdade, e o mal como bem. A consciência má é o oposto de uma consciência boa. Em 1Tm 1.19, Paulo nos aconselha a conservar “a fé e a boa consciência, rejeitando a qual alguns fizeram naufrágio na fé”. Em 2Tm 3.8, Paulo explica que os que têm a consciência má,

“são homens corruptos de entendimento e réprobos quanto a fé”.

Himineu e Alexandre rejeitaram a boa consciência e naufragaram na fé. Demonstraram o perigo grave de acalmar a consciência com falsos argumentos e desculpas furadas.

“… e contrário à sã doutrina”. (1Tm 1.20).

No Antigo Testamento, ter uma consciência má é o mesmo que ter um coração mau. Quando um crente começa a desejar voltar ao mundanismo, sua consciência está, sem dúvida, contaminada pelo pecado, está suscetível ao pecado assim diz o texto bíblico

“quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo”? (Hb 9.14).

 Portanto o arrependimento das obras mortas é o caminho para purificação dessas obras. É a restauração da consciência diante de Deus.

continua na próxima semana

- Propaganda - spot_img

Últimas Noticias

- Propaganda -